Endless é um conjunto de objetos sinuosos,

que falam de movimento e nos conduz
em uma progressão de curvas
que seguem uma à outra em
um entrelaçamento sem fim.

Coerente com o caminho da ARC que
se movimenta entre corpo e espaço,
Endless tomou inspiração de uma série
de pulseiras realizadas em 2019.
A interação com este trabalho impulsionou
um estudo sobre as diversas possibilidades
que poderiam se desencadear.
Endless trabalha no nosso imaginário
como um fluxo infinito, um loop de formas
que se juntam umas às outras e
criam intermináveis transações e relações.

A coleção nasce como uma
evolução daquelas formas que
originariamente foram pensadas
para envolver os braços
e chega a se transformar em objetos
de decoração do ambiente.
As esculturas podem assumir
diferentes posições,
ser colocadas na vertical ou horizontal,
proporcionando assim uma nova experiência
de 
interação com o objeto,

conforme com o gosto e
a necessidade do espaço.